Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Iacocca - Uma Autobiografia


“Mesmo antes de me formar, queria trabalhar para a Ford. Eu dirigia um velho Ford 1938 de 60 HP, que despertou meu interesse pela Companhia. Mais de uma vez aconteceu de a engrenagem da transmissão quebrar quando eu estava subindo um morro. (...) Eu costumava brincar com os amigos: ‘Esses caras precisam de mim. Quem constrói um carro tão ruim precisa de ajuda’.”

E até hoje o mundo automobilístico agradece: de fato Iacocca realizou seu sonho. Lido, ou Lee, como passou a ser chamado, era americano, filho de italianos imigrantes. Talvez seja o retrato caricato do sonhador estadunidense do século XX. Passou, durante sua vida, por todas as classes que possamos imaginar – da infância parte pobre, parte rica, à vida de estudante e trabalhador de classe média, seguida pela riqueza de um grande executivo da terra do Tio Sam.

Particularmente, espero que a realização de um dos meus sonhos cruze, um dia, com uma de suas criações: o Mustang. Um visionário de seu tempo, Iacocca revolucionou a indústria automobilística, buscando investir em grandes mudanças – muitas vezes postas em dúvida – como a criação de carros compactos e econômicos, dadas as esperadas mudanças no cenário energético mundial.

Por ser considerado um gênio em sua forma de administrar, despertou a inveja de seu “superior”, Henry Ford (o neto), que se sentia ameaçado pela crescente popularidade de Lee. Em sua autobiografia, escrita juntamente com William Novak, Iacocca descreve desde a infância, em parte sofrida, passando pelos anos gloriosos na Ford, até sua demissão pelo então “ditador”, seguido de seu período na então quase quebrada Chrysler. Nesta, viu sua oportunidade de “vingança”: “Odeio Henry Ford pelo que ele me fez. Mas eu o odeio ainda mais pelo modo como o fez. Não me deu tempo para sentar e contar às minhas filhas antes que o mundo inteiro soubesse. Nunca o perdoarei por isso.”

E ele conseguiu dar o troco da melhor maneira, no mundo dos negócios, ao reerguer a Chrysler tomando uma enorme fatia de mercado de sua companhia anterior.

Comprei este livro após perceber que diversas personalidades atuais do mundo dos negócios o citam como inspiração. E o fazem bem. Iacocca – Uma autobiografia é um apanhado multidisciplinar de economia, administração, história e psicologia. Não poderia ser diferente, dadas as posições ocupadas pelo autor ao longo de sua vida. Com 399 páginas, o encontrei em um sebo por R$ 5,00.

A todos que quiserem entender um pouco melhor sobre a trajetória desse grande administrador, creio ser uma ótima obra. Percebe-se na narração uma objetividade sincera, revelando-se uma de suas características principais. Aos que não querem saber muito das particularidades da vida de Iacocca, é no mínimo um bom apanhado de conselhos profissionais.

Boa leitura!
----
O livro: Iacocca – Uma Autobiografia. Lee Iacocca e William Novak. Cultura, 1985. 399 pp.

Iacocca possui um site bem bacana. Confiram: http://www.leeiacocca.net/

2 comentários:

  1. There's always the possibility of learning something from the others, even more from a person who achieved so much in life! I believe you've made a good choice reading this book. Although I've never felt motivated to read self-biographies, I must confess you've provoked my curiosity and I've been reading a bit about Iacocca. I've found a quote of his I'd like to share with you (maybe you've already known it):

    "The affections are like lightning: you cannot tell where they will strike until they have fallen."

    Wise, isn't it?

    I'm sure you'll find a way of making your Mustang dream come true!

    Keep writing!

    Kiss.

    ResponderExcluir
  2. This is a good one! He's completly right.

    And about the Mustang...I'll.
    =P

    ResponderExcluir